Conteúdo publicado há 10 meses

Notícia boa da safra 2023/24 é aumento da produção de arroz e feijão, diz ministro

O ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, afirmou que a boa notícia da safra 2023/24 é o aumento da produção de arroz e feijão.

Segundo ele, áreas de arroz e feijão vão crescer sem que outras culturas percam espaço.

"Temos áreas degradadas e outras áreas que podemos produzir sem derrubar nenhuma área. Espero que também aumente a produção de frutas, mandioca, sem perdemos o recorde em soja e milho", disse Teixeira a jornalistas, após o evento "Perspectivas para a Agropecuária - safra 2023/24" da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Segundo as estimativas da Conab, a área plantada com arroz no País deve crescer 10,2% após 47 safras consecutivas de queda. A lavoura de feijão deve avançar 1,9%, pela primeira vez desde a safra 2016/17.

O volume produzido de arroz deve aumentar 12,8%, enquanto a produção de feijão tende a recuar 2,4%. O presidente da Conab, Edegar Pretto, atribui a alta às sinalizações, pelo governo federal, de políticas públicas voltadas à agricultura familiar, como compras públicas e garantia de preços mínimos.

No caso do arroz, o fenômeno climático El Niño contribui para o aumento das lavouras já que é mais resistente que a soja às inundações.

Teixeira sugeriu no evento que a Conab possa futuramente também monitorar a produção de mandioca, frutas e demais alimentos para consumo doméstico e incluí-los em suas estatísticas.

Segundo o ministro, a pasta está estudando juntamente com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social um programa para fomento de agroflorestas. "Queremos estimular a agricultura regenerativa", disse.

Deixe seu comentário

Só para assinantes