Powell: Não sei como reagiríamos a eventual paralisação do governo, depende do quadro

O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, afirmou que, conforme os juros são elevados pelo banco central dos EUA, ficam mais equilibrados os riscos sobre o nível adequado de aperto da política monetária no país, iniciado em março de 2022.

O presidente do Federal Reserve preferiu não fazer comentários extensos sobre a possibilidade de ocorrer o fechamento de repartições públicas federais nos EUA por falta de funding, um processo de negociação que envolve a Casa Branca e lideranças no Congresso em Washington.

"Não sei como reagiremos sobre eventual paralisação do governo. Depende do quadro."

De acordo com Powell, a alta dos preços de energia afetam o sentimento dos consumidores e também os seus gastos. Por outro lado, ele ressaltou que a política monetária restritiva tem como o principal foco reduzir a inflação e levá-la à meta de 2%, não reduzir as despesas dos cidadãos com mercadorias e serviços, pois apontou que o consumo é positivo para a economia do país.

No entanto, o presidente do Fed ressaltou que caso o nível de atividade dos EUA continue bem vigoroso, com pressões de alta da inflação, o banco central americano precisará subir mais os juros. "É justo dizer que a economia está mais forte que muitos esperam ante o aperto atual", destacou.