Rafael Dubeux: Esperamos que taxonomia brasileira seja referência internacional

O assessor especial do ministro da Fazenda, Rafael Dubeux, afirmou há pouco que a expectativa do governo é de que a taxonomia sustentável brasileira se torne referência internacional. Como mostrou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a pasta abriu nesta quinta-feira, 21, a consulta pública do Plano de Ação da taxonomia. O prazo para manifestações durará um mês, até 20 de outubro.

"Apesar do tempo curto, foi um trabalho de muita qualidade, em parceria com as diversas outras instituições públicas e privadas, com mais de 20 ministérios que participaram, em particular a equipe de Marina Silva", disse Dubeux em coletiva de imprensa sobre o lançamento.

Ele afirmou ainda que, diferente da taxonomia de outros países, a proposta brasileira também sopesa aspectos sociais, além de climáticos e ambientais. "Não é o primeiro plano que faz isso, mas é um dos primeiros, tem tudo a ver com a sistemática adotada do próprio plano de transformação ecológica", afirmou.