Japão: chefe de gabinete diz que monitora movimento do câmbio com elevado senso de urgência

O secretário-chefe de gabinete do governo do Japão, Hirokazu Matsuno, disse que monitora os movimentos do mercado cambial com um elevado senso de urgência, após a decisão do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) de manter a taxa de juros e as principais referências que balizam a política monetária no país.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, 22, após a decisão do BC japonês, Matsuno disse que, sobre as flutuações da moeda, o governo do Japão não deseja afetar a situação de mercado. Mas garantiu que há elevado senso de urgência em monitorar os movimentos.

O secretário afirmou que, com a decisão do BoJ de manter a taxa de juros, haverá um gap maior entre as taxas de juros nos Estados Unidos e no Japão, acelerando a depreciação do iene.

Matsuno disse que as especificidades da política monetária estão mesmo nas mãos do BoJ e afirmou que não comentaria essas especificidades, ressaltando, contudo, que o governo vai colaborar para a estabilização da inflação e dos preços.

O dólar subia ante a moeda japonesa hoje, com alta a 148,26 ienes, às 13h38 (de Brasília).

Deixe seu comentário

Só para assinantes