No Japão, BoJ mantém taxa de depósitos em -0,1%

O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) manteve inalteradas as principais referências que balizam a política monetária no país, conforme decisão divulgada nesta sexta-feira, 22.

O banco central japonês manteve a taxa de curto prazo para depósitos em -0,1% e a meta do rendimento do título público local (JGB) de 10 anos em cerca de zero. O limite máximo dos rendimentos de 10 anos foi mantido em 1%, após o BoJ ter subido o teto de 0,5% para 1% em julho.

Devido às incertezas "extremamente elevadas" na economia global, a autoridade monetária japonesa reiterou que vai seguir "pacientemente" com sua política, ao mesmo tempo em que responderá "com agilidade" à evolução dos preços e das condições financeiras.

Em agosto, a inflação do Japão subiu 3,2% na comparação anual, segundo divulgado pelo governo japonês também nesta sexta. A meta de inflação do BoJ para este ano é de 2%.

*Com informações da Dow Jones Newswires

Deixe seu comentário

Só para assinantes