Alta da gasolina responde sozinha por cerca de 72% do IPCA-15 de setembro

A alta no preço da gasolina respondeu sozinha por aproximadamente 72% da prévia da inflação oficial no País em setembro. Pressionados também pelas altas nas passagens aéreas e no óleo diesel, os custos dos Transportes passaram de uma elevação de 0,23% em agosto para um aumento de 2,02% em setembro, dentro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15). Os dados foram divulgados na manhã desta terça-feira, 26, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O grupo Transportes foi responsável por 0,41 ponto porcentual para a formação da taxa de 0,35% registrada pelo IPCA-15 neste mês.

O resultado do grupo foi impulsionado pelo avanço de 5,18% no preço da gasolina, subitem de maior impacto individual no índice do mês, 0,25 ponto porcentual.

Os combustíveis em geral subiram 4,85% em setembro. O óleo diesel aumentou 17,93%, e o gás veicular subiu 0,05%.

Já o etanol teve queda de 1,41%. As passagens aéreas aumentaram 13,29% em setembro.

O táxi subiu 0,19%, devido ao reajuste de 20,19% nas tarifas em Fortaleza a partir de 24 de julho.

O ônibus intermunicipal aumentou 1,05%, com reajustes de 12,90% em Salvador a partir de 10 de agosto e de 6,00% em Porto Alegre a partir de 1º de agosto.