IPCA-15 em 12 meses tem segunda alta consecutiva e é o maior desde março

A alta de 0,35% registrada em setembro pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) fez a taxa acumulada em 12 meses voltar a acelerar pelo segundo mês consecutivo, segundo os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IPCA-15 de setembro foi o mais elevado desde maio deste ano, quando foi de 0,51%.

Em setembro de 2022, o IPCA-15 tinha registrado recuo de 0,37%, sob influência do corte de impostos sobre combustíveis e energia elétrica.

Como resultado, a taxa do IPCA-15 acumulada em 12 meses acelerou de 4,24% em agosto para 5,00% em setembro de 2023, resultado mais elevado desde março deste ano, quando estava em 5,36%.