Saúde e Cuidados pessoais sobem 0,17% no IPCA-15 de setembro ante 0,81% em agosto

Os gastos das famílias brasileiras com Saúde e Cuidados pessoais passaram de uma elevação de 0,81% em agosto para uma alta de 0,17% em setembro, uma contribuição positiva de 0,02 ponto porcentual para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) deste mês, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa geral do IPCA-15 foi de 0,35% em setembro.

O movimento foi impulsionado pela alta de 0,71% no item plano de saúde, "decorrente dos reajustes autorizados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para os planos contratados antes da Lei nº 9.656/98, com vigência retroativa a partir de julho".

"Desse modo, no IPCA-15 de setembro foram apropriadas as frações mensais dos planos antigos relativas aos meses de julho, agosto e setembro", explicou o IBGE.