Presidente do BC diz que alertas sobre crédito direcionado não se aplicam ao BNDES

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, explicou nesta quarta-feira, 27, que os alertas da instituição sobre o aumento do crédito direcionado e seus efeitos sobre a potência da política monetária não dizem respeito ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

"Quando falamos de crédito direcionado não estamos falando de BNDES, ele não é tão relevante", afirmou Campos Neto, em audiência pública na Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara dos Deputados.

Na ata da última reunião do Copom, divulgada na terça-feira, o BC reforçou que o esmorecimento do esforço de reformas estruturais, o aumento do crédito direcionado e incerteza sobre a estabilização da dívida pública podem elevar a taxa de juros neutra. Em junho, o BC informou que a estimativa havia subido de 4,0% para 4,5%.

Deixe seu comentário

Só para assinantes