BC mudará contabilização de petróleo e câmbio no cenário de referência no próximo Copom

O Banco Central afirmou, no Relatório Trimestral de Inflação (RTI), que vai passar a considerar o período de dez dias úteis em vez de cinco para os valores de partida da taxa de câmbio e do preço do petróleo no cenário de referência de inflação a partir do próximo Comitê de Política Monetária (Copom), em novembro. Até o encontro de setembro, o BC considerava como ponto de partida o período de cinco dias úteis encerrados no último dia da semana anterior à da reunião do Copom.

Segundo a autoridade monetária, o procedimento utilizado até aqui buscava captar os movimentos mais recentes dessas duas variáveis, mas, como são variáveis muito voláteis, o BC considerou que as projeções de inflação ficavam suscetíveis a movimentos de curtíssimo prazo.

A mudança, então, visa a diminuir essa suscetibilidade e está em consonância com a prática de outros bancos centrais, afirmou o órgão no RTI.

"Considera-se que assim se alcançará um melhor balanceamento entre utilização de informações mais recentes e menor sensibilidade a variações de alta frequência", disse o BC no documento. "Entretanto, essa alteração não impede o Comitê de analisar, em seu processo decisório, cenários utilizando outros critérios", ponderou.

Deixe seu comentário

Só para assinantes