EUA: Chance de paralisação do governo aumenta após falta de acordo entre Câmara e Senado

A Câmara dos Representantes e o Senado dos Estados Unidos divergem sobre a solução para garantir o financiamento do governo a partir do próximo domingo e ampliam as chances de uma paralisação das atividades federais.

A maioria democrata no Senado trabalha, nesta quinta-feira, em uma saída temporária que financiaria o governo até 17 de novembro e incluiria os recursos para apoiar a Ucrânia na guerra contra a Rússia. Os republicanos, que lideram a Câmara, resistem ao dinheiro para os ucranianos e indicaram que nem votariam a proposta do partido do presidente Joe Biden.

Por outro lado, o presidente da Câmara, Kevin McCarthy, tenta aprovar uma série de legislações separadas para financiar áreas como defesa, agricultura e segurança. A questão da Ucrânia seria resolvida em votação própria, mas os democratas consideram inegociável a ajuda ao país do leste europeu.

"Precisamos mostrar a Putin nossa força", afirmou hoje o líder democrata no Senado, Chuck Schumer, em referência ao presidente russo, Vladimir Putin. "Mas McCarthy está deixando um pequeno grupo de membros extremistas MAGA [uma referência ao slogan "Faça América Grande Outra Vez" do ex-presidente Donald Trump] anular a vontade de todos", acrescentou.

*Com informações da Dow Jones Newswires e Associated Press

Deixe seu comentário

Só para assinantes