Biden liberará áreas offshore para petróleo e gás, descumprindo promessa de campanha

O governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, planeja realizar três operações de leasing de áreas de exploração de petróleo e gás no Golfo do México, ao longo dos próximos cinco anos. Trata-se de uma reversão na promessa de campanha de acabar com todas exploração offshore do tipo em sua administração.

O Departamento do Interior, que monitora o assunto, argumentou que as vendas são necessárias por causa da legislação de energia limpa do ano passado, a Inflation Reduction Act.

O órgão afirmou que a lei determinava que seria necessário ofertar a exploração de milhões de acres cedidos para exploração de petróleo e gás, como contrapartida pela expansão de projetos de energia eólica offshore.

O programa de cinco anos será uma das poucas vendas do tipo no setor de petróleo e gás na história dos EUA. Ele permitirá que o governo "apoie a crescente indústria eólica offshore", afirmou Deb Haaland, secretária do Interior.

O anúncio deve atrair críticas da oposição e de ambientalistas. O governo se vê entre forças concorrentes, com o foco ambiental se opondo ao quadro de inflação elevada e preços de gasolina que saltaram com a guerra na Ucrânia e outros fatores.

Isso levou a Casa Branca a recuar em promessas anteriores de restringir a exploração de petróleo e gás em terras federais e offshore. Fonte: Dow Jones Newswires.