Campos Neto: na regulação pretendida pelo BC, corretora de criptoativo deverá ter sede no País

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que a regulação pretendida pela autoridade monetária sobre criptomoedas deverá exigir que corretoras tenham sede no Brasil. Campos Neto participou de evento organizado pela 1618 Investimentos nesta sexta-feira, 29.

"Se está vendendo para brasileiro, primeiro precisa ter sede no Brasil. Depois, precisamos saber que ele tem lastro. Depois, precisamos saber que, se ele está fazendo uma atividade de custodiante, ele não está fazendo uma atividade de emissão, nem de tomar posição em ativos diferentes", explicou o presidente do BC.

Campos Neto afirmou que os grandes problemas de regulação de criptomoedas no mundo vieram justamente de questões relativas a falhas nesses pontos.

Segundo o presidente do BC, o fato de um custodiante de moeda virtual servir como emissor e tomar risco foi o que levou à quebra da FTX.

O banqueiro central afirmou ainda que a concentração da custódia de criptoativos em quatro custodiantes não regulados foi um problema.

A falta de regulamentação de algoritmos que constroem ativos secundários com base em ativos primários também foi um problema, afirmou.