Crédito livre imobiliário tem se comportado relativamente bem, diz Campos Neto

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta sexta-feira, 29, que o crédito livre imobiliário tem se comportado "relativamente bem" no Brasil, com recuperação após uma queda devido à alta dos juros. Ele acrescentou que o crédito imobiliário ainda tem direcionamento grande no País.

"Um dos problemas que a gente tem é que a poupança tem perdido recursos, e é um canal de financiamento para o crédito imobiliário", disse Campos Neto, em evento organizado pela 1618 Investimentos.

O banqueiro central defendeu que é necessário encontrar uma fórmula de poupança ou de financiamento que leve cada vez mais ao financiamento livre do crédito imobiliário, citando instrumentos de captação privada, como CRIs e LCIs.

Campos Neto ainda reconheceu que o crédito privado teve expansão recente no Brasil, mas continua abaixo de outros países.

Segundo o presidente do BC, o crédito é um negócio de "assimetria de informação" e instrumentos que reduzam a assimetria melhoram o custo do crédito. Entre as medidas que ajudam nesse processo, citou o Marco de Garantias e o real digital.