Indústria foi único setor com demissõees no trimestre até agosto ante trimestre até maio

Nove das dez atividades econômicas registraram contratações no trimestre encerrado em agosto, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados nesta sexta-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na passagem do trimestre terminado em maio para o trimestre encerrado em agosto, o único setor com demissões foi a indústria, 114 mil vagas a menos.

Houve geração de postos de trabalho em alojamento e alimentação (119 mil), informação, comunicação e atividades financeiras, profissionais e administrativas (275 mil), administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (422 mil), construção (27 mil), outros serviços (51 mil), comércio (189 mil), serviços domésticos (164 mil), agricultura (61 mil) e transporte e armazenagem (72 mil).

Em relação ao patamar de um ano antes, as atividades com perdas foram a agricultura, que demitiu 446 mil trabalhadores, a construção, que dispensou 265 mil pessoas, o comércio (-246 mil vagas), a indústria (-110 mil) e outros serviços (-68 mil).

Os demais setores contrataram: administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (699 mil trabalhadores a mais), alojamento e alimentação (213 mil), informação, comunicação e atividades financeiras (596 mil), transporte (230 mil) e serviços domésticos (34 mil).