OMC corta projeção para crescimento do comércio global em 2023, de 1,7% para 0,8%

A Organização Mundial do Comércio (OMC) reduziu a projeção de crescimento do comércio global em 2023, de 1,7% para 0,8%, em meio à pressão do mercado imobiliário da China sobre a recuperação do país, com inflação insistente nos Estados Unidos e na Europa e com efeitos restantes da pandemia da covid-19 e da guerra da Ucrânia. O crescimento projetado para 2024, por sua vez, permanece em 3,3%.

"O abrandamento do comércio parece ser generalizado, envolvendo um grande número de países e uma vasta gama de bens", avalia a OMC, em relatório divulgado nesta quinta-feira, 5.

A organização também prevê que o avanço do Produto Interno Bruto (PIB) mundial deverá ser de 2,6% em 2023, seguido de um crescimento de 2,5% em 2024.

Ainda para o próximo ano, a OMC avalia que o crescimento do comércio deverá acelerar. "Os setores mais sensíveis aos ciclos econômicos deverão estabilizar e recuperar à medida que a inflação moderar e as taxas de juro começarem a descer."

Em comunicado oficial, a diretora-geral da OMC, Ngozi Okonjo-Iweala, alerta que a fragmentação econômica global aumentaria estes desafios. "Por isso que os membros da OMC devem aproveitar a oportunidade para fortalecer o quadro comercial global, evitando o protecionismo e promovendo uma economia global mais resiliente e inclusiva."

Deixe seu comentário

Só para assinantes