Petrobras aprova reestruturação de Diretoria de Governança e Conformidade

A Petrobras informou nesta sexta-feira, 6, que aprovou uma reestruturação na sua Diretoria de Governança e Conformidade, criando três novos segmentos: a Gerência Executiva de Responsabilização Disciplinar, a Gerência Geral de Informações Estratégicas e Monitoramento dos Sistemas de Integridade, e uma gerência especializada em apurar denúncias de violência no trabalho. A nova estrutura passa a vigorar a partir de 6 de novembro.

"A Gerência Executiva de Responsabilização Disciplinar atuará como uma corregedoria. Entre suas atribuições, estará a responsabilização por desvios e não conformidades, inclusive de terceiros, como fornecedores e outras pessoas jurídicas que se relacionam com a Petrobras", diz a estatal. Segundo a empresa, a nova gerência tornará ainda mais robusto o processo de aplicação da Lei Anticorrupção.

Já a nova Gerência Geral de Informações Estratégicas e Monitoramento dos Sistemas de Integridade contará com o uso de inteligência em dados para a análise de incidentes de conformidade, o que dará mais agilidade na identificação de irregularidades, diz comunicado.

A nova gerência também atuará no monitoramento contínuo de indicadores, processos, controles, projetos e iniciativas relacionados a governança e conformidade, visando o aprimoramento contínuo do Sistema de Integridade da Petrobras e o alcance dos objetivos previstos no Plano Estratégico da companhia.

Por fim a gerência que tratará especificamente de denúncia relacionadas a episódios de violência no trabalho será inicialmente liderada por uma mulher e atuará, por exemplo, em denúncias de casos de assédio moral, sexual e casos de discriminação.

Deixe seu comentário

Só para assinantes