Taxas de juros mostram volatilidade, mas viés ainda é de alta com dólar

Os juros futuros começaram a sessão desta segunda-feira, 9, em alta firme, de mais de 10 pontos-base, diante da cautela externa com a guerra declarada por Israel contra o Hamas, mas renovaram mínimas junto com o dólar e operam perto da estabilidade, mas ainda viés de alta. O petróleo, no entanto, segue em alta firme, subindo perto de 4%. O movimento de alta dos dois ativos representa risco para a inflação e a continuidade da aversão a risco poderia alterar a percepção do Banco Central sobre o tamanho do ciclo de cortes da Selic. Às 9h11, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2025 subia a 10,980%, de 10,917%, e o para janeiro de 2027 ia para 11,095%, de 11,069% no ajuste anterior. Já o vencimento para janeiro de 2029 marcava 11,580%, de 11,559% no ajuste de sexta-feira.Contato: luciana.xavier@estadao.com

Deixe seu comentário

Só para assinantes