Ibovespa cai a menor nível desde dezembro, com falas de Lula sobre Petrobras

O Ibovespa recuou 0,75% nesta segunda-feira, aos 126.123,56 pontos - o menor nível desde 7 de dezembro -, penalizado pela queda de Petrobras e Vale. Depois de recuarem mais de 10% na sexta-feira, as ações da petroleira tentaram uma recuperação neste dia 11, mas sucumbiram ao temor de interferência política após declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A mineradora acompanhou o sinal negativo do minério de ferro e também fechou no vermelho.

A combinação desses fatores levou à terceira queda seguida para o índice de referência da B3, que só nesse intervalo acumula perdas de 2%. Nesta segunda-feira, ele oscilou em terreno negativo durante praticamente todo o dia, entre a mínima, de 126.065,16 pontos (-0,79%), e a máxima, de 127.067,97 pontos (estável). Dos 86 papéis da carteira teórica do Ibovespa, 50 fecharam o dia no vermelho. O giro foi de R$ 20 bilhões.

Petrobras foi o destaque da sessão, marcada pela tentativa do mercado de medir o risco de ingerência política em empresas controladas pelo governo. Depois do tombo da última sexta-feira, puxado pela notícia de que a empresa não pagaria dividendos extraordinários referentes ao quarto trimestre de 2023, investidores acompanharam a evolução do noticiário sobre o tema.

As ações da empresa começaram o dia no vermelho, mas inverteram o sinal já durante a manhã, em meio à expectativa por uma reunião entre Lula e o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates. A notícia de que conselheiros da petroleira ligados ao governo poderiam rever a decisão de reter os dividendos também deu força aos papéis, que se mantiveram no positivo à tarde, à espera de notícias sobre o encontro.

Mas, nos últimos minutos do pregão, a divulgação de trecho de uma entrevista de Lula ao SBT puxou uma inversão de sinal. Nas falas, gravadas pela manhã, antes da reunião com Prates, ele afirmou que teve uma "conversa séria" com a direção da empresa e que a petroleira queria distribuir R$ 80 bilhões, mas deveria pagar só R$ 45 bilhões. O presidente da República ainda defendeu que a Petrobras não deveria "atender apenas à choradeira do mercado".

"O mercado é um dinossauro voraz, quer tudo para ele e nada para o povo", disse Lula.

Após as declarações, os papéis da Petrobras se firmaram no vermelho, e encerraram o dia em queda de 1,97% (ON) a 1,22% (PN).

A queda de 5,41% do minério de ferro na bolsa de Dalian, na China, também penalizou o Ibovespa. Puxada pela commodity, Vale ON recuou 3,11%, com a notícia de que o conselho da empresa decidiu manter Eduardo Bartolomeo como CEO deixada em segundo plano pelo mercado. Outras mineradoras também fecharam no vermelho, a exemplo de Usiminas PNA (-4,70%) e CSN (-1,78%).

As maiores altas do Ibovespa nesta segunda-feira foram de 3R Petroleum ON (+2,94%), Vamos ON (+2,56%), Eztec ON (+2,41%) e JBS ON (+1,80%). Na outra ponta, as maiores quedas ficaram com IRB Brasil ON (-5,05%) e Tim ON (-3,59%), além de Vale ON e Usiminas PNA.