Ouro fecha em leve alta, com repercussão à fala de Powell antes do CPI nos EUA

O ouro fechou em uma discreta alta nesta terça-feira, 9, após queda na sessão anterior, em uma sessão em que os investidores assimilaram comentários do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell.

O ouro para agosto fechou com ganho de 0,19%, em US$ 2.367,90 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). O contrato voltou a exibir fôlego restrito, após os ganhos de cerca de 2,50% visto na semana passada.

O mandatário do banco central dos Estados Unidos disse que os dirigentes não precisam esperar que a inflação chegue exatamente à meta de 2% para dar início ao processo de flexibilização monetária, em testemunho no Senado americano. Powell sinalizou, contudo, que é necessário ter mais confiança para amparar cortes nos juros. As ponderações antecedem a divulgação de um dado de inflação ao consumidor dos EUA, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês), que pode ajudar a moldar as expectativas sobre a evolução dos preços nos EUA.

No depoimento escrito de Powell, ele disse que parece que estão sendo feitos progressos na aspiração do Fed de levar a economia a um melhor equilíbrio e, assim, controlar a inflação, afirmaram analistas do ING em nota. Se os dados continuarem a avançar na direção certa, o potencial de um corte nas taxas de juro nos EUA em setembro aumentará ainda mais, completaram os analistas.

* Com informações da Dow Jones Newswires