Correção: AIE corta projeção para demanda global por petróleo em 2025 e espera oferta maior

A nota publicada anteriormente contém um erro no primeiro parágrafo. Onde se lê "deficitário", o correto é "superavitário". Segue versão corrigida abaixo.

A Agência Internacional de Energia (AIE) cortou sua previsão para a alta na demanda global por petróleo no próximo ano e elevou suas projeções para a oferta, em um cenário que provavelmente deixaria o mercado superavitário.

Em relatório publicado nesta quinta-feira, 11, a organização com sede em Paris agora prevê que a demanda mundial por petróleo aumentará 980 mil barris por dia (bpd) em 2025. No documento anterior, a estimativa era de avanço de 1 milhão de bpd. Como resultado, espera-se que o consumo total no próximo ano fique em 104 milhões de bpd.

Já para 2024, a AIE elevou levemente sua projeção para o avanço na demanda, de 960 mil bpd para 970 mil, o que traria o total neste ano a 103,1 milhões de bpd.

No segundo trimestre, o avanço da demanda desacelerou para 710 mil barris por dia, menor resultado trimestral em mais de um ano, segundo a agência. Apenas na China, houve contração no consumo de petróleo tanto em abril quanto em maio.

Ainda no relatório, a AIE ajustou para cima suas previsões para a oferta de petróleo fora da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) neste e no próximo ano. A expectativa agora é que a produção avance 1,5 milhão de bpd em 2024 e 1,8 milhão de bpd em 2025. Anteriormente, as estimativas eram de altas de 1,4 milhão de bpd neste ano e de 1,5 milhão de bpd no ano que vem.

Em relação à oferta total de petróleo, as projeções foram ligeiramente ampliadas para 2024, de 102,9 milhões de bpd para 103 milhões de bpd, e para 2025, de 104,7 milhões de bpd para 104,8 milhões de bpd. Fonte: Dow Jones Newswires.