PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Saiba quais são os títulos do Tesouro Direto mais procurados

01/03/2016 13h12

SÃO PAULO – Os títulos mais demandados pelos investidores em janeiro de 2016 foram os indexados ao IPCA (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais), cuja participação nas vendas atingiu 48,4%. Os títulos prefixados (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais) corresponderam a 23,5% do total e os indexados à taxa Selic (Tesouro Selic), 28,1%, segundo dados do Tesouro Nacional.

As vendas do Tesouro Direto atingiram R$ 1.847,7 milhões em janeiro, resgatando um total de R$ 1.058,8 milhões, sendo R$ 703,2 milhões relativos aos vencimentos do mês e R$ 355,5 milhões relativos às recompras ocorridas no período.

Em relação ao prazo de emissão, a maior parte das vendas do mês (45,7%) corresponderam a títulos com vencimentos no prazo de 1 a 5 anos. Os títulos com prazo de 5 a 10 anos representaram 37,8% das vendas e as com vencimento acima de 10 anos, 16,5%.

Ao todo, foram realizadas 136.009 operações de venda de títulos a investidores. O considerável número de transações até R$ 5.000,00 representa a participação do programa por pequenos investidores e corresponde a 65,9% das vendas ocorridas no mês. O valor médio por operação, neste mês, foi de R$ 13.584,80.

Em janeiro, o estoque do Tesouro Direto registrou um aumento de 4,6% em relação ao mês anterior e de 73,9% sobre janeiro do ano passado, registrando um montante de R$ 26,8 bilhões.

Os títulos remunerados por índices de preços respondem pelo maior volume no estoque, alcançando 60,7%. Na sequência, aparecem os títulos indexados à taxa Selic, com participação de 20,4% e, por fim, os títulos prefixados, com 18,9%.

Em relação à composição do estoque por prazo, a maior parte (50,5%) é composta por títulos com vencimento entre 1 e 5 anos. Os títulos com prazo entre 5 e 10 anos, correspondem a 27,1%, enquanto os com vencimento acima de 10 anos, a 16,6%. Os títulos que vencem em até um ano, por sua vez, representam 5,7 % do total.