Bolsas

Câmbio

O "truque" da Sabesp que poderá render um caixa extra de R$ 330 milhões em 2016

SÃO PAULO - A Sabesp tem tido motivos de sobra para sorrir à toa nesse início de ano, mas isso já não é novidade para o mercado, que viu as ações da companhia dispararem 46% da mínima de janeiro até março. Um "truque", porém, pode fazer a empresa ter um resultado ainda melhor em 2016. Esse truque nada mais é do que a Sabesp aumentar a pressão da água que chega até as torneiras dos paulistanos. 

Com a recuperação dos reservatórios após fortes chuvas em São Paulo durante o verão, a empresa responsável pelo abastecimento de água no estado certamente poderá retomar a pressão da água. Com a pressão normalizada, a população deve voltar a consumir mais, mesmo que inconscientemente, conforme explicou Marcos Severine, analista com mais de 20 anos de experiência no setor de utilities. A explicação foi dada durante o Comprar ou Vender do dia 14 de março, transmitido na InfoMoneyTV.

Pelas contas do BTG Pactual, o cancelamento do programa de bônus, conforme anunciado na semana passada, gerará um efeito positivo de R$ 330 milhões no Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) projetado para a empresa em 2016, subindo de R$ 3,88 bilhões para R$ 4,21 bilhões.

As contas levam em consideração que março e abril terão dinâmicas parecidas com fevereiro deste ano, quando as multas cobradas pela Sabesp ultrapassaram pela primeira vez os descontos (R$ 51 milhões em multas cobradas versus R$ 32 milhões em descontos dados). Vale mencionar que, e m 2015, o programa teve um efeito negativo de R$ 427 milhões no Ebitda da empresa, dado que os descontos ultrapassaram as multas cobradas por maior consumo d'água. 

Menos bônus, mais otimismo

Na última semana, a Sabesp solicitou à Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) o cancelamento a partir de maio do Programa de Incentivo à Redução do Consumo de Água. A iniciativa oferece desconto para os que economizam água, via bônus, e ainda cobra tarifas de contingência (multas) para quem eleva o consumo.

De acordo com a Sabesp, o pedido de encerramento das medidas, adotadas em 2014 em meio ao agravamento da crise hídrica em São Paulo, se faz necessário, pois a situação hídrica atual permite uma "maior previsibilidade sobre as condições dos mananciais". A empresa afirma ainda que os principais investimentos para aumentar a segurança hídrica na Região Metropolitana de São Paulo já estão em operação ou com obras em execução.

Após a notícia do cancelamento do programa de bônus, aliado ao balanço robusto registrado no 4° trimestre de 2015, analistas do BTG Pactual, Credit Suisse e Votorantim Corretora reiteraram recomendação equivalente a compra para a ação. Com a demanda voltando à normalidade e o fim do programa de bônus, analistas não têm visto motivo para não se expor aos papéis, que viviam há dois anos um dos seus piores períodos na Bolsa. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos