Saiba como os multimilionários investem neste momento de crise

SÃO PAULO - O segmento de Gestão de Patrimônio (que engloba a gestão de ativos de investidores com mais de R$ 16 milhões) cresceu 17,3% em 2015, passando de R$ 63,6 bilhões no final de 2014  para R$ 74,6 bilhões em dezembro do ano passado, segundo dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades do Mercado Financeiro e de Capitais).

Segundo a entidade, com a alta volatilidade dos mercados por conta da crise político-econômica e alta dos juros, o investidor multimilionário preferiu instrumentos mais conservadores e a participação dos ativos em renda fixa atingiu o maior patamar desde 2012, com 47,3% da fatia das carteiras.

"Em momentos de incerteza, as instituições adotam uma estratégia de preservação de patrimônio, como forma de atender o investidor mais avesso a riscos. É uma tendência que foi observada especialmente na migração dos fundos multimercados e produtos de renda variável para a renda fixa", afirma Richard Ziliotto, diretor da Anbima e presidente do comitê de Gestão de Patrimônio.

Em 2012, a participação dos ativos de renda fixa era de 33,2% nas carteiras, enquanto na renda variável era de 35,6%. Já em 2015 a participação era de 25% dos ativos de renda variável e 47,3% na renda fixa.

A participação dos fundos de investimentos de Renda Fixa nas carteiras de investimentos dos milionários aumentou 51,4%, e dos títulos públicos cresceu 39%. Em volume, há predominância nas de títulos privados com R$ 16,9 bilhões (produtos isentos, especialmente, LCI e LCA – Letra de Crédito Imobiliário e Letra de Crédito Agrícola).

Mesmo registrando crescimento de 14% no volume, os fundos multimercados tiveram a participação reduzida nas carteiras, passando de 25,8% em 2014 para 25% em 2015. Na renda variável, houve redução de volume e participação, de R$ 14,7 bilhões para R$ 12,9 bilhões e 23,2% para 17,3% respectivamente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos