Bolsas

Câmbio

Receita para o desastre: tudo o que pode custar seu emprego nas redes sociais

SÃO PAULO – O amplo acesso de usuários às redes sociais tem duas faces na mesma moeda: por um lado, é muito mais fácil informar, compartilhar opiniões, experiências e conteúdos no geral; por outro, perde-se o controle sobre o alcance do que é publicado por pessoas físicas na internet.

"Mesmo que você publique algo em um grupo ou mensagem, uma captura de tela pode ir parar em algum outro lugar, é impossível prever", comenta Camila Porto, especialista em redes sociais e autora do livro Facebook Marketing.

Para ela, independentemente da posição profissional, existem cuidados a serem tomados no momento de expor conteúdo na rede. Confira alguns deles, essenciais para manter a reputação – e o emprego:

Linguagem de ódio

"Aconteceu uma vez de eu estar recrutando alguém que trabalharia com mídias sociais para mim, eu entrar na página de um candidato e ele estar xingando o PT e outros políticos. Se a pessoa usasse o próprio Facebook para denegrir outras pessoas com discurso de ódio ela já estava automaticamente excluída, porque poderia fazer pior com as minhas redes", explica Camila.

Independentemente das publicações, é sempre importante tomar cuidado com postagens raivosas e ofensivas.

Polêmicas

Mesmo que sua postagem seja ponderada, é sempre bom tomar cuidado com conteúdos que possam gerar discussões muito fervorosas nos comentários.

"Se tiver um cargo elevado dentro da empresa, o cuidado deve ser ainda maior, já que sua imagem acaba sendo a imagem da corporação também. Os funcionários também podem sentir-se ofendidos com determinadas postagens", alerta Camila. Para ela, "na dúvida, é melhor não publicar nas redes sociais. Se for o caso, debata internamente".

Críticas à empresa

Camila relembra um caso famoso, do executivo da Localweb que foi demitido por criticar o São Paulo Futebol Clube, à época patrocinado pela empresa. "Mas não é preciso ir tão longe: criticar chefes, colegas e características da própria empresa pode gerar demissão e possíveis recusas em vagas futuras", comenta a especialista.

Fotos "descuidadas"

"Já deixei de contratar uma pessoa que tinha muitas fotos de festas e bebidas em seu perfil, parecia falta de cuidado com a própria página", diz Camila, que acredita que o compartilhamento desse tipo de conteúdo pode ser feito de maneira privada.

"Etiqueta"

Adicionar as pessoas do trabalho nas redes sociais não é um problema, já que são parte do seu cotidiano, explica Camila. Mas também não é obrigatório. "Se não quiser manter esses contatos no seu Facebook, explique que é uma opção pessoal e tenha critérios com relação a isso. É só deixar tudo claro", comenta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos