Bolsas

Câmbio

Como começar um negócio próprio com pouco dinheiro

SÃO PAULO – Pense na seguinte situação: você está animado para começar um negócio. Talvez tenha até uma ideia, ou está empolgado com a possibilidade de lançar e desenvolver a sua própria empresa. Você está disposto a assumir alguns riscos, como deixar seu trabalho atual ou ir sem receita pessoal por um tempo. Mas há um obstáculo: Você não tem muito dinheiro.

Aparentemente este parece ser um grande problema, mas a falta de capital pessoal não deve impedir você de seguir seus sonhos. Na verdade, é perfeitamente possível começar e crescer um negócio com quase nenhum investimento financeiro pessoal - se você sabe o que está fazendo.

Por que uma empresa precisa de dinheiro

Não há uma taxa uniforme de "arranque" para a construção de um negócio, de modo que empresas diferentes têm necessidades diferentes. É preciso ter uma estimativa de quanto você precisa para iniciar, antes de encontrar métodos alternativos para financiar sua empresa, segundo Jayson DeMers, colunista do site Entrepreneur.

Considere os seguintes usos:

Licenças e autorizações: Dependendo da sua região, você pode precisar de papéis especiais e de registro para operar.

Suprimento: Você está comprando matérias-primas? Você precisa de computadores e ou outros dispositivos?

Equipamento: Você precisa de máquinas ou de software especializado?

Espaço de escritório: Esta é uma despesa enorme, e você não pode negligenciar coisas como custos com a internet e utilitários.

Associações, assinaturas, adesões: Que publicações e afiliações você vai se inscrever a cada mês?

Despesas operacionais: analisar todas as possíveis, e não se esqueça de marketing.

Taxas legais: Você está consultando um advogado durante todo o seu processo de desenvolvimento de negócios?

Empregados e contratados: Se você não pode fazer isso sozinho, você vai precisar de pessoas em sua folha de pagamento.

Assim, você tem dois caminhos principais para começar um negócio com puco dinheiro: reduzir seus custos ou aumentar o seu capital disponível a partir de fontes externas.

Para isso, você tem três opções aqui:

a) Reduza suas necessidades

Sua primeira opção é mudar o seu modelo de negócio para exigir menos das necessidades acima referidas.

Por exemplo, a menos que você precise de escritório, você pode trabalhar a partir de casa. Além de fazer sua lição de casa para encontrar fontes mais baratas de suprimentos, ou cortar linhas de produtos inteiras que são muito caras para se produzir no início.

No entanto, existem algumas despesas que você não será capaz de evitar. Licenciamento e taxas legais será fixado de volta, mesmo se você cortar em tudo o resto. De acordo com a SBA, muitas microempresas começar a menos de US $ 3.000, e franquias home-based pode ser iniciado por tão pouco quanto $ 1.000.

b) Impulsione seu negócio

Sua segunda opção invoca a idéia de um período de "aquecimento" para o seu negócio. Em vez de ir direto para o modo de negócio, você vai começar com apenas o básico. É possível, lançar um blog e um serviço de nicho, reduzindo o seu âmbito de aplicação, o seu público e seu lucro, a fim de obter uma vantagem inicial.

Se você pode começar como um indivíduo autônomo, evitará alguns dos maiores custos iniciais (e desfrutar de uma situação fiscal mais simples, também).

Uma vez que você começar a perceber alguma receita, invista em si mesmo e construir o negócio que você imaginou pedaço por pedaço, em vez de tudo de uma vez.

c) Terceirização

Outra opção é sobre a obtenção de financiamento de fontes externas. Aqui são apenas algumas fontes potenciais para você:

Amigos e família - Não se descarta a possibilidade de obter a ajuda de amigos e familiares, mesmo se você tiver o capital total de várias fontes.

Investidores anjo - São indivíduos ricos que apóiam idéias de negócios no início de sua geração. Eles normalmente investem em troca de propriedade parcial da empresa, que é um sacrifício que vale a pena considerar.

Capitalistas de risco - São como os investidores anjo, mas funcionam como sociedades ou organizações e tendem a explorar as empresas que já estão em existência.

Financiamento colaborativo - É popular por uma razão: com uma boa idéia e trabalhar o suficiente, você pode atrair financiamento para qualquer coisa.

Os subsídios do governo e empréstimos - Existem apenas para ajudar as pequenas empresas a crescer.

Empréstimos bancários - Você sempre pode abrir uma linha de crédito com o banco, se o seu crédito estiver em boa posição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos