Bolsas

Câmbio

É 3 vezes mais fácil se aposentar milionário se você tomar essa atitude com seu dinheiro

SÃO PAULO – Com o aumento da expectativa de vida, as pessoas passaram a viver mais e consequentemente, a consumir mais. Gastos que vão desde compras por lazer até contas a pagar tendem a aumentar na velhice, uma vez que despesas como consultas médicas e remédios passam a fazer parte do dia-a-dia dos cidadãos. Além disso, é preciso ter em mente que junto com a idade vem a aposentadoria e consequentemente, a redução da renda mensal. Garantir uma segurança para o futuro torna-se, deste modo, algo indispensável.

Soraia Fidalgo, gerente de Inteligência e Gestão de Clientes da Brasilprev, afirma que o tempo é um fator fundamental quando falamos em finanças e procrastinar com o seu planejamento financeiro e com os seus investimentos pode trazer sérios riscos para o seu futuro, levando à necessidade de uma contribuição prolongada e até, à uma renda inadequada ao novo padrão de vida estabelecido.

Quanto mais cedo a pessoa começar a investir, maior serão as chances de ela alcançar um patrimônio e conquistar novos objetivos. Isso ocorre, pois a previdência se baseia no investimento de juros sobre juros, o que significa que o quanto antes você aplicar o seu dinheiro, mais os juros compostos irão "trabalhar" a seu favor.

Um estudo realizado pela Brasilprev mostra que investir desde cedo não impacta somente na redução do investimento mensal necessário, como também, no rendimento ao longo do tempo. Quanto maior o período de contribuição, maior será a parcela de rendimentos na reserva final. Se a idade inicial da aplicação for igual a zero, 80% do valor acumulado aos 60 anos terá como origem os rendimentos. Por outro lado, se a pessoa começar a investir aos 45 anos, apenas 30% virá de rendimentos e a pessoa terá que contribuir com 70% para alcançar R$ 1 milhão.

Na simulação feita pela companhia, seria necessário um investimento mensal de R$ 281,05 no ano do nascimento para alcançar R$ 1 milhão aos 60 anos, considerando uma taxa de juro real ao ano de 4,5%. Aos 15 anos, o investimento seria de R$ 585,98. Com 30 anos, o investimento necessário seria de mais que o dobro, R$ 1.333,67. Já aos 45 anos, o valor que precisaria ser investido para alcançar o milhão seria de R$ 3.914,70.

A diferença entre começar aos 30, que é uma idade que boa parte das pessoas se encontra em um bom momento profissional, e começar aos 45 é de praticamente três vezes no esforço de poupança, o que mostra a importância de começar o quanto antes esse planejamento.

Soraia comenta que os planos de previdência são especializados de acordo com fatores como renda e objetivos financeiros, como aposentadoria ou educação para os filhos, por exemplo, e que não devem ser entendidos como metas no curto prazo. "Para investir em um plano de previdência o cliente não pode pensar somente nos próximos dois ou três anos, mas precisa ter em mente que é um investimento a longo prazo".

Apesar de os planos de previdência terem aumentado, tanto em número de clientes como em valor investido, a consciência acerca da importância de um investimento para o futuro ainda não permeia na sociedade como um todo. De acordo com Soraia, as pessoas passaram a consumir mais e ganharam novos hábitos, se baseando em consumos emergentes e deixando a aposentadoria de lado. Além disso, por ser um cenário distante para muitos, investir pensando na velhice passa a ser considerado algo secundário: "Fica difícil para o consumidor tangibilizar no presente", diz.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos