Bolsas

Câmbio

Ter o emprego "errado" pode deixar você doente, aponta novo estudo

SÃO PAULO – Um novo estudo publicado na revista Frontiers of Psychology aponta que uma das causas da "síndrome de burnout", o esgotamento psicológico e físico de uma pessoa causado pelo trabalho, pode ser a infelicidade com o emprego.

A pesquisa, segundo o portal Inc, analisou respostas de 97 homens e mulheres com idade entre 22 e 62 anos e concluiu que o esgotamento pode acontecer quando existe uma discrepância entre as necessidades inconscientes dos trabalhadores e as demandas de seu emprego.

Esse desencontro resulta em um "desequilíbrio" ambiental, que é uma das causas da síndrome – e não são apenas situações complexas que podem causar isso. Por exemplo, se um funcionário deseja trabalhar em projetos por conta própria, mas é forçado a trabalhar em equipe, já é uma causa para essa situação.

As necessidades dos trabalhadores, segundo a publicação, são baseadas em dois fatores: associação implícita e motivos de poder. O primeiro é definido pelos níveis de desejo por interações pessoais no trabalho, enquanto o segundo é a necessidade de ter responsabilidade e influência no ambiente de trabalho. Ambos podem causar a síndrome de burnout já que não serão correspondidos.

Para que isso seja evitado, os recrutadores e chefes também devem participar: durante o processo seletivo, eles devem avaliar mais do que o currículo profissional e buscar saber quais são os desejos e aspirações dos candidatos – e se correspondem com a vaga.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos