Bolsas

Câmbio

Com dias críticos à frente, dólar deve atingir "pico" antes de reunião do Fomc

SÃO PAULO - O Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, entrou em período de silêncio na terça-feira (13), de modo que as especulações sobre um aumento de juros na economia norte-americana, dependem agora apenas dos indicadores. No entanto, isso não significa que os próximos dias serão tranquilos neste front. Pelo contrário, a volatilidade deve aumentar na medida em que a reunião de decisão de juros da autoridade monetária se aproxima.

Em relatório, o diretor técnico da Wagner Investimentos, José Faria Jr., disse que o gatilho de reversão do dólar em relação ao real está se rompendo e as altas na cotação da moeda norte-americana podem continuar. "A bre-se a oportunidade do dólar/real subir ainda mais,  caminhando em direção a R$ 3,40", afirma. 

Para ele, o pico do câmbio deverá ocorrer antes da reunião do Fomc (Federal Open Market Committee) n a próxima quarta-feira (21). " Ainda acreditamos que os juros nos EUA não subirão antes de dezembro, m as reforçamos que é fundamental analisarmos as novas projeções do Fed para juros e economia", avalia Faria Jr..

De qualquer modo, será importante acompanhar os indicadores, já que só falta uma semana para o suspense acabar e saberemos qual será o rumo tomado pelo Fed. Até lá, podemos esperar muita movimentação no câmbio e na Bolsa.  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos