Bolsas

Câmbio

Assessor de investimentos aponta onde investir R$ 5 mil e R$ 50 mil

  • iStock/vasabii

SÃO PAULO – Investir é um dos melhores jeitos de realizar sonhos no curto, médio e longo prazos. Afinal, fazer seu dinheiro trabalhar para você mesmo é uma maneira bem eficiente de conseguir aumentar seu montante acumulado. O InfoMoney conversou com Bruno Ponciano, assessor de investimentos da Aequilibrium Investimentos, para saber como aplicar R$ 5 mil e R$ 50 mil. Confira a seguir.

R$ 5 mil

Para esse montante, Bruno sugere aplicações mais conservadoras, com ativos de baixo risco e volatilidade no horizonte de médio prazo. "Existem fundos de ações e multimercado com aplicação entre R$ 1 mil e R$ 2 mil que poderiam fazer parte da sugestão, mas preferimos os papéis do Tesouro, pois as taxas ainda estão bem atrativas. São papéis que irão se beneficiar da queda nos juros que começou agora em outubro e deve continuar nos próximos meses", escreve.

Assim, uma boa sugestão para aplicar esse dinheiro seria colocar R$ 1 mil no Tesouro Selic, que acompanha a taxa básica de juros e pode ser usado como uma pequena reserva de segurança em caso de necessidade, R$ 2 mil no Tesouro IPCA+ com vencimento em 2024 e R$ 2 mil no Tesouro Prefixado com vencimento em 2023. Esses dois títulos ainda podem passar por mais valorizações no cenário de corte de juros que é esperado para o país nos próximos anos.

R$ 50 mil

Já com uma maior quantidade disponível, é possível buscar ativos com maior retorno, aplicando em fundos de ações ou ainda CDB (Certificado de Depósito Bancário). "Parece simples mas nem todos investidores tem essa noção, só vale a pena emprestar dinheiro ao banco – ou a uma empresa – para receber maior retorno do que você receberia nos papeis do Tesouro. Se for para receber a mesma coisa ou menos, fique com os papeis do Tesouro", explica Bruno.

A aplicação, assim, ficaria com R$ 10 mil no Tesouro Selic para a liquidez e necessidades de emergência. R$ 15 mil iriam para um CDB prefixado pagando taxa real, quando já é descontada a inflação, de 7,5% ao ano, com vencimento em três anos. R$ 10 mil iriam para o Tesouro Prefixado com vencimento em 2023, R$ 5 mil em fundo multimercado com o objetivo de superar o CDI no médio e no longo prazo e R$ 10 mil em fundo de ações com foco em pagadoras de dividendos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos