PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

O que fazer para não sair no prejuízo na Black Friday, segundo a FecomercioSP

24/11/2016 09h46

SÃO PAULO – A Black Friday acontece nesta sexta-feira, 25, e muitos consumidores estão ansiosos pelos descontos que a data oferece. Pensando nisso a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), tem algumas dicas para que você não se empolgue e saia no prejuízo durante o evento.

Segundo dados da Ebit, empresa que certifica as melhores lojas online pela qualidade do serviço, o faturamento da data pode chegar algo em torno de R$ 2,1 bilhões, um aumento de 30% em relação ao ano passado, quando as vendas alcançaram R$ 1,6 bilhão.

Para efetuar as compras é essencial que o consumidor esteja atento a algumas coisas e o presidente do Conselho de Comércio Eletrônico da entidade, Pedro Guasti elencou as principais questões que você deve prestar atenção para aproveitar a Black Friday.

1.O consumidor deve conferir os preços sugeridos e verificar se o desconto está de acordo com o anunciado;

2.Certifique-se de que a loja online que você pensa em comprar algum produto tenha referências positivas, selos de certificação e boa reputação no mercado. "Uma vez que a loja já foi avaliada por outros consumidores, fica mais fácil identificar se há riscos de ter problemas no processo de compra do produto", explica Guasti.

3.Ao pagar utilize sempre o cartão de crédito, e busque pelos sites que ofereçam facilitadores de pagamentos que são empresas que dão até 14 dias para suspender a transferência financeira para as lojas caso o cliente não tenha recebido o produto ou se eventualmente seja entregue com algum defeito. Evite boletos bancários;

4.Fique atento aos produtos que têm sortimento restrito: "O consumidor após pesquisar e escolher a melhor oferta deve ficar atento ao limite de estoque e garantir a compra nas primeiras horas do dia, caso contrário, corre o risco de perder a promoção", explica Guasti.

A pesquisa da Ebit indica que das aquisições esperadas na Black Friday, 44% devem ser feitas com o intuito de antecipar as compras para o Natal.