PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Petróleo cai após reunião com Irã sobre acordo nuclear

29/07/2019 11h08

Os preços do petróleo foram negociados em baixa nesta segunda-feira, após uma reunião de emergência em Viena a respeito do compliance do acordo nuclear do Irã e as preocupações com o enfraquecimento da demanda por parte dos touros.

Os contratos futuros do petróleo West Texas Intermediate (WTI) negociados em Nova York caíam 15 centavos, ou 0,3%, para US $ 56,05 o barril às 8h00, enquanto futuros do petróleo Brent, referência para os preços do petróleo fora dos EUA, eram negociados em queda de 32 centavos, ou 0,5%, para US $ 63,05.

O negociador nuclear iraniano Abbas Araqchi considerou as discussões com partes envolvidas no acordo nuclear de 2015 como "construtivas" e disse que havia "muitos compromissos" depois de "boas" discussões.

Araqchi disse, no entanto, que ainda há questões não resolvidas e Teerã continuará a reduzir os compromissos nucleares se a Europa não conseguir salvar o acordo que os EUA abandonou.

Stephen Innes, sócio-gerente da Vanguard Markets, disse que, no geral, parece que a conformidade nuclear iraniana pode ser um "pequeno passo" para reduzir a disputa entre EUA e Irã, que, por sua vez, injeta mais petróleo ao mercado.

"Os touros do petróleo não têm muito espaço para respirar", disse Innes. "Os ralis serão difíceis de conseguir, já que os mercados continuarão a ser sufocados pelo crescimento global e pelo leve toque de preocupações com a oferta do Irã voltando ao mercado."

No mais recente sinal de desaceleração global, o Japão reduziu sua previsão de crescimento econômico para este ano em grande parte devido às exportações mais fracas, em um sinal de que a prolongada guerra comercial EUA-China está afetando a terceira maior economia do mundo.

O anúncio veio depois que os dados dos EUA publicados na sexta-feira que confirmaram uma desaceleração da economia americana durante o segundo trimestre.

O Fundo Monetário Internacional recentemente cortou suas próprias perspectivas de crescimento global, enquanto o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, disse na semana passada que as perspectivas para a economia da zona do euro estão ficando "cada vez piores".

Em outras negociações de energia, os contratos futuros de gasolina perdiam 0,8% para US$ 1,8080 por galão às 8h02, ao passo que o óleo de aquecimento caía 0,1% para US$ 1,9124 por galão.

Por fim, os contratos futuros de gás natural recuavam 1,2%, para US$ 2,124 por milhão de unidades térmicas britânicas.

- Reuters contribuiu com esta matéria