PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Stone sobe mais de 4% após acordo com Grupo Globo e expectativas para o 2º tri

30/07/2019 14h03

No início da tarde desta terça-feira, as ações da Stone negociadas na Nasdaq operavam com forte valorização de 4,02% a US$ 35,93, depois que a empresa divulgou as estimativas para o resultado do segundo trimestre do ano, além de um acordo com o Grupo Globo. Às 14:51 o apetite dos investidores pelos papéis da empresa arrefeceram, apresentando uma alta de 2,46 a US$ 35,40.

A Stone também anunciou a criação de uma joint-venture com o grupo de comunicação carioca com foco em trabalhadores autônomos e micro comerciantes. No acordo, a Stone terá participação de 67% e o conglomerado de mídia os 33% restantes.

O Grupo Globo vai fazer um investimento inicial de R$ 461 milhões em mídia. Já a Stone vai contribuir com sua tecnologia e recursos de processamento de pagamentos, suporte operacional e recursos de gerenciamento, além de R$ 50 milhões.

Expectativa

A empresa de meios de pagamentos informou que espera que seu lucro líquido aumente para entre R$ 169,7 milhões e R$ 171,9 milhões no segundo trimestre, um forte acréscimo em relação ao resultado positivo de R$ 63 milhões um ano antes.

Para a margem líquida, a expectativa da companhia é de que fique entre 29,1% e 29,3%, uma melhora entre 11 e 11,2 pontos percentuais frente ao mesmo período de 2018.

Em termos ajustados, a companhia espera que o lucro líquido fique entre 191,9 milhões e 194 milhões de reais, ante 71,1 milhões no segundo trimestre do ano passado, com margem líquida entre 32,9% e 33,1%.

A Stone disse que sua base de clientes ativos alcançou 360,2 mil no segundo trimestre, contra 200,6 mil um ano antes.

A companhia estima que sua receita total tenha ficado entre 583 milhões e 586,2 milhões de reais entre abril e junho, frente a 347,7 milhões de reais no segundo trimestre do ano passado.

O volume total de pagamentos (TPV, na sigla em inglês) processados na plataforma da Stone deve ter somado 29,8 bilhões de reais, conforme estimativa da empresa, um acréscimo de 60,6% na comparação ano a ano.

Com Reuters.