IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

TIM lucra 26% mais no 2º trimestre e ações avançam mais de 1%

31/07/2019 13h48

No começo da tarde desta quarta-feira na bolsa paulista, as ações da TIM operam com valorização de 1,25% a R$ 12,16. A companhia reportou que teve lucro líquido ajustado de R$ 423 milhões no segundo trimestre, crescimento de 26% sobre o resultado positivo de um ano antes, informou o grupo de telecomunicações controlado pela Telecom Italia.

Analistas, em média, esperavam lucro de R$ 353,7 milhões, segundo estimativas compiladas pela Refinitiv. Não ficou imediatamente claro se os números são comparáveis.

A empresa informou que contabilizou crédito fiscal de r$ V2,9 bilhões "advindo da decisão judicial favorável à exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins".

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi de R$ 1,616 bilhão, alta de 6,2% sobre um ano antes. A expectativa média dos analistas era de R$ 1,805 bilhão para esta linha.

A companhia teve receita líquida de 4,263 bilhões de reais no segundo trimestre, aumento de 2,4% na comparação anual.

O BTG Pactual (SA:BPAC11) viu com bons olhos o resultado da TIM, entendendo que as avaliações para investimento no papel são atraentes, mas ressalta que o cenário desafiador pode impedir que o banco altere a recomendação para o papel.

A equipe de analistas avalia que a forte concorrência no setor e a necessidade de capital elevado são pontos que podem impedir a entrada nos ativos, pelo menos no curto prazo. Atualmente, a recomendação é de compra, com preço-alvo de R$ 16,00.

A Coinvalores destaca a melhora tanto na receita de serviços móveis, com aumento na base de usuário 4G e em pós-pago, quanto na de serviços fixos, com a Tim (SA:TIMP3) Live em franca expansão. Para a equipe, os esforços destinados ao controle de custos e despesas também renderam bons frutos, levando ao crescimento anual de 6,4% no EBITDA ajustado com ganho de 1,4 p.p. na margem, agora em 37,9%.

A corretora lembra ainda que, junto ao balanço, a companhia anunciou distribuição de JCP de R$ 0,1295 por ação, já líquido de IR, com data ex em 12 de agosto. O yield é de cerca de 1% e o pagamento fica para novembro, no dia 14.

Mais Economia