Topo

BTG troca Petrobras, Ambev e Cosan por CPFL, Multiplan e Kroton na carteira do mês

01/08/2019 10h29

O BTG Pactual (SA:BPAC11) divulgou na manhã desta quinta-feira sua carteira recomendada para o mês de agosto, realizando três alterações, com as saídas de Petrobras (SA:PETR4), Ambev (SA:ABEV3) e Cosan (SA:CSAN3), para as entradas de CPFL Energia (SA:CPFE3), Multiplan (SA:MULT3) e Kroton (SA:KROT3).

Em julho as recomendações do BTG tiveram ganhos de 4,8%, superando o desempenho do Ibovespa, que foi de 0,8%. JBS (SA:JBSS3), com ganhos de 17,3%, foi o destaque positivo e, com queda de 8,1%, Bradesco (SA:BBDC4) ficou na ponta oposta.

Os analistas destacam que, com as taxas de juros reais de longo prazo caindo rapidamente, o Ibovespa pode subir ainda mais, mesmo após a recente recuperação. A expectativa é de que índice possa rapidamente negociar um desvio padrão acima da média, usando os ganhos futuros de 12 meses esperados negociado a cerca 119k pontos (aumento de 17%).

Com a queda da Selic, a estratégia da carteira passa a ser ter uma maior exposição a ativos beneficiados por essa realidade. Isso motivou a entrada de CPFL, que é negociada a TIR real extremamente atraente de 9,4%, um grande desconto para os pares de alta qualidade. Além disso, está bem posicionada para crescer através da consolidação de ativos de distribuição e geração (renováveis).

Também passa a compor o portfólio os papéis da Multiplan, operadora de shopping centers premium, pois as ações devem continuar ganhando com as taxas de juros em queda e com uma perspectiva macro mais positiva.

O banco resolveu antecipar as perspectivas mais brilhantes para o setor de educação a partir de 2020, decidindo adicionar a Kroton à carteira este mês, com avaliações atraentes (13x 2020E P/E e 6% FCF yield), que combinadas com fortes perspectivas de crescimento na divisão K12 (33% das vendas) e sinergias da aquisição da Somos o tornam um convincente caso de investimento .

O banco também ampliou a participação de Bradesco para 15%, de 10%, removendo a Petrobras, Ambev e Cosan da carteira.

Composição: 15% - Bradesco; 10% - JBS, Lojas Renner (SA:LREN3), CPFL, Rumo (SA:RAIL3), Localiza (SA:RENT3), Kroton, Multiplan e Totvs (SA:TOTS3); 5% - Oi (SA:OIBR4).

Mais Economia