IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Saldo negativo de investimento estrangeiro na bolsa em julho avança para R$ 5,8 bi

01/08/2019 16h06

A jornada da última terça-feira (30) foi mais uma vez marcada pela redução da posição comprada dos investidores estrangeiros na bolsa brasileira. No dia, as compras totalizaram R$ 5,903 bilhões e as vendas R$ 6,657 bilhões, levando a um saldo negativo ao final da sessão de R$ 663,490 milhões. Desta forma, o acumulado de julho é deficitário em R$ 5,817 bilhões.

A sessão foi marcada por desvalorização do Ibovespa, com baixa de 0,53% aos 103.956 pontos. Já o dólar comercial teve alta no mesmo dia de 0,24% a R$ 3,7906.

Por outro lado, para os investimentos institucionais, o dia 30 foi positivo. Na sessão, as aquisições foram de R$ 4,791 bilhões, contra alienações de R$ 4,444 bilhões, com diferença de R$ 343,906 milhões no pregão. Assim, no sétimo mês do ano, o resultado é positivo em R$ 4,362 bilhões.

A terça-feira também foi positiva para os investimentos realizados por pessoas físicas na bolsa. As entradas chegaram a R$ 3,393 bilhões e as saídas foram de R$ 3,907 bilhões, levando a um saldo positivo de R$ 295,933 na jornada. Com isso, em julho o resultado segue no azul em R$ 2,026 bilhões.

Já para os investimentos de empresas públicas e privadas no mercado de ações, o dia 30 teve compras de R$ 76,329 milhões e vendas de R$ 84,193 milhões, levando a um resultado líquido negativo de R$ 7,864 milhões positivos na sessão. Desta forma, até o momento, em julho o resultado é superavitário em R$ 180 mil.

Por fim, para as instituições financeiras, a terça-feira passada teve saldo de R$ 31,514 milhões, resultado de entradas de R$ 906,405 milhões e saídas de R$ 847,891 milhões. Assim, em julho, a posição é negativa em R$ 629,062 milhões.

Economia