IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Vale lidera perdas do Ibovespa após balanço com prejuízo; BTG mantém compra

01/08/2019 10h58

As ações da Vale (SA:VALE3) operam com queda de 2,19% a R$ 48,72, liderando as perdas do Ibovespa na manhã desta quinta-feira. A companhia registrou seu segundo prejuízo líquido trimestral seguido, com perdas de US$ 133 milhões no segundo trimestre, devido aos impactos relacionados ao rompimento de uma de suas barragens em Brumadinho (MG).

O resultado veio abaixo da expectativa do mercado, que esperava um lucro líquido de 2,8 bilhões de dólares, em meio a um aumento nos preços do minério de ferro, segundo pesquisa realizada pela Refinitiv.

Vale ainda não discute retomada de dividendos, foco é reparar Brumadinho, diz CEO

A perda, contudo, foi menor do que a vista no primeiro trimestre, quando o prejuízo somou 1,642 bilhão de dólares. No segundo trimestre do ano passado, a mineradora havia registrado lucro líquido de 76 milhões de dólares.

A holding controladora da mineradora também opera em baixa. A Bradespar (SA:BRAP4) é a segunda maior queda do Ibovespa, com as ações caindo 2,06% a R$ 30,97.

Apesar dos números negativos, o BTG Pactual (SA:BPAC11) vê pontos positivos nos números da Vale. Entre eles estão as provisões adicionais de aproximadamente US$ 1,4 bilhão, totalizando US$ 6 bilhões (em linha com as expectativas). Para os analistas, a mensagem aqui é que esse número provavelmente reflete 100% das provisões, o que adiciona visibilidade ao caso.

Também foi visto com bons olhos o fator de interrupção da produção de IO a 50Mt atualmente, com 20Mt de capacidade potencialmente sendo adicionado no início do próximo ano, além da importante geração de FCF no trimestre, entregando um sólido resultado de US$ 2,2 bilhões.

Por fim, a dívida líquida está caindo perto de US $ 2,3 bilhões na base trimestral, e para US$ 9,7 bilhões com alavancagem confortavelmente abaixo de 1x.

Desta forma, apesar das ações da Vale estejam inegavelmente baratas, basicamente sob qualquer métrica, a redução do risco da história da equivalência patrimonial será um processo gradual. Eles destacam que, infelizmente, não há um gatilho imediato a ser observado nos próximos dias/semanas.

Na visão do banco, as ações estão agora em quase 4x EBITDA 19, mantendo a recomendação de compra.

Economia