IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Estrangeiros tiraram R$ 6,5 bi da bolsa em julho e R$ 8,4 bi em 2019

02/08/2019 14h40

Durante o mês de julho, os investidores estrangeiros tiraram R$ 6,532 bilhões do segmento Bovespa da B3, o pior desempenho do ano. Com isso, no acumulado de 2019, o mercado local de ações perdeu R$ 8,436 bilhões de recursos dos gringos. O resultado do mês foi consequência de compras de R$ 157,383 bilhões e vendas de R$ 163,916 bilhões.

Em julho, o Ibovespa acumulou leve valorização de 0,84%, atingindo sua pontuação recorde intraday de 106.650 pontos em 10 de julho, na iminência da aprovação da reforma da Previdência, dia que teve também o maior valor de fechamento do índice de 105.817 pontos.

O sétimo mês do ano foi marcado pelo aumento da posição comprada dos investimentos institucionais, com ganhos de R$ 4,191 bilhões, reflexo de um período de aquisições de R$ 117,511 bilhões e alienações de R$ 113,319 bilhões. Com isso, o ano acumula saldo positivo de R$ 15,019 bilhões em compras deste tipo de investidor.

Julho também foi um período para atração de investimentos de pessoas físicas para a bolsa. As entradas totalizaram R$ 75,105 bilhões e as saídas R$ 72,363 bilhões. Assim, ao final do período, o saldo é de R$ 2,742 bilhões. No ano, as pessoas físicas entraram com R$ 5,851 bilhões na bolsa.

Para as empresas públicas e privadas, julho teve compras de R$ 2,494 bilhões e vendas de R$ 2,301 bilhões, levando a resultado ao final do período de R$ 192,642 milhões. Já para as instituições financeiras, o mês teve aquisições de R$ 15,368 bilhões e alienações de R$ 16,020 bilhões, saldo negativo de R$ 651,624 milhões.

Economia