IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Unidas sobe mais de 5% após ver lucro saltar 70,7% no segundo trimestre

06/08/2019 10h49

As ações da Locamerica (SA:LCAM3) (Unidas) operam na parte da manhã desta terça-feira na bolsa paulista com valorização de 5,80% a R$ 53,96. Na noite de ontem, a companhia informou que registrou nos três meses que fecharam o semestre um lucro líquido contábil de R$ 81,9 milhões, salto de 70,7% na comparação com os R$ 48 milhões de um ano antes, números com as regras IFRS 16. Assim, no primeiro semestre, o lucro foi de R$ 155,7 milhões, contra R$ 69,4 milhões de um ano antes, alta de 124,4%.

Entre abril e junho deste ano, a companhia registrou receita líquida de R$ 1,154 bilhão, contra R$ 766,3 milhões de um ano antes, variação de 50,7%, já considerada as regras de IFRS 16. O desempenho foi puxado pelo segmento de venda de seminovos, com R$ 630,4 milhões, alta de 62,5%, superando as receitas com locação, no total de R$ 582,6 milhões.

Desta forma, o Ebitda recorrente do trimestre foi de R$ 316,5 milhões, alta de 32,9% na comparação com os R$ 238,2 milhões do mesmo período do ano passado. Com isso, a margem Ebitda recorrente variou de 62,9% para 60,3% na comparação anual.

A equipe da Coinvalores avalia que a companhia segue apresentando forte crescimento. Destaque para o número de diárias no rent a car, negócio de varejo de aluguel de carros, excluindo franquias, que cresceu 84% na comparação com o 2T18.

Em seminovos, notícias boas e não tão boas. O mercado segue complicado, mas a companhia conseguiu apresentar grande crescimento, com seu market share no mercado de seminovos passando de 1,66% há um ano para 2,45%. O volume vendido cresceu 30,5%. A notícia considerada preocupante é a continuidade da pressão na margem EBITDA de seminovos, que estava em 6,3% há doze meses, mas ficou em 1,6% nesse trimestre. A companhia já tem elevado a taxa de depreciação, o que pode fazer essa margem de seminovos voltar a subir nos próximos trimestres.

Economia