IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Estrangeiros retiraram R$ 2,08 bi da bolsa na 2ª; saídas chegam a R$ 3,6 bi no mês

07/08/2019 13h17

Mais uma vez, os investidores estrangeiros ampliaram o movimento de saída do mercado brasileiro de ações de forma expressiva. Somente no pregão da última segunda-feira (5), as compras totalizaram R$ 6,873 bilhões e as vendas R$ 8,963 bilhões, levando ao resultado ao final do dia de R$ 2,089 bilhões negativos. Nos três primeiros dias de agosto, as saídas totalizam R$ 3,640 bilhões.

O movimento diário foi o mais intenso desde o dia 3 de janeiro, quando esse tipo de investidor tirou R$ 2,270 bilhões da bolsa, que foi reflexo de compras de R$ 8,669 bilhões e vendas de R$ 10,399 bilhões. Naquele dia, o Ibovespa teve alta de 0,61% e fechou aos 91.56425 pontos.

Já na segunda-feira, o Ibovespa recuou 2,51% e fechou aos 100.097,75 pontos, em meio a crise comercial entre os Estados Unidos e a China.

Entre os investidores institucionais, o sentido foi o oposto na segunda-feira. As aquisições foram de R$ 6,065 bilhões e as alienações de R$ 5,363 bilhões, levando a um resultado positivo de R$ 702,433 milhões na jornada. Assim, em agosto o saldo é positivo em R$ 1,812 bilhão.

Para as pessoas físicas, o dia 5 foi fortemente positivo. As entradas em investimentos totalizaram R$ 4,042 bilhões e as saídas R$ 2,721 bilhões, resultando em saldo positivo de R$ 1,320 bilhão. Desta forma, em apenas três dias de agosto, a diferença é de R$ 1,753 bilhão para aas compras.

Entre as empresas públicas e privadas, a segunda-feira teve um aumento da posição comprada, com as entradas em R$ 82,486 milhões e as saídas em R$ 55,019 milhões, resultado em R$ 24,470 milhões de saldo positivo. No mês, os números são agora em R$ 26,566 milhões no azul.

Por fim, entre as instituições financeiras, o dia 5 teve aquisições de R$ 881,857 milhões e alienações de R$ 842,500 milhões, com salto positivo de R$ 39,357 milhões, o que leva o resultado de agosto para positivo em R$ 48,085 milhões.

Economia