IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

RD ganha mais de 4% e lidera Ibovespa após registrar alta de 13,2% no lucro líquid

07/08/2019 10h23

Nos primeiros negócios da manhã desta quarta-feira na bolsa paulista, as ações da RD (SA:RADL3) operam com forte valorização de R$ 4,05% a R$ 90,00, liderando assim os ganhos do Ibovespa. A dona das redes de drogarias Raia e Drogasil, anunciou nesta terça-feira que teve lucro ajustado de R$ 160,5 milhões, um aumento de 13,2% ante mesma etapa do ano passado.

O número veio pouco acima da previsão média de analistas consultados pela Refinitiv, de R$ 144,8 milhões.

Em termos líquidos, o lucro da RD foi de R$ 151,3 milhões de abril a junho, ante R$ 137,7 milhões um ano antes.

O EBITDA ajustado foi de R$ 363,7 milhões, um crescimento de 14,9%, com margem de 8,2%, uma pressão de 0,2 ponto percentual em relação ao mesmo período do ano anterior. Considerando o IFRS 16, o EBITDA totalizou R$ 514,9 milhões no trimestre. A margem EBITDA totalizou 11,6%, estável em relação ao 2T18. A pressão de margem considerando o IFRS 16 é menor devido à exclusão de despesas fixas de aluguel do resultado operacional.

A rede informa que abriu 47 novas lojas e fechou 3 no 2T19, encerrando o período com 1.917 lojas em operação, incluindo três unidades da 4Bio. Com isso, a companhia reitera o guidance de 240 aberturas brutas para o ano de 2019. Ao final do período, um total de 34,7% das lojas ainda estavam em processo de maturação, ou seja, ainda não haviam atingido todo o seu potencial de receita e de rentabilidade.

Para a Mirae Asset, no geral o resultado foi bom e ficou acima da expectativa. A corretora espera números melhores ao longo do ano e em 2020 e revisão de target para patamar superior. Apesar disso, segue com recomendação neutra.

Mais Economia