IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

B2W dispara 14% com prejuízo de R$ 127 mi compensado por geração de caixa

09/08/2019 11h10

Ainda na parte da manhã desta sexta-feira na bolsa paulista, as ações da B2W (SA:BTOW3) dispararam 14,41% a R$ 42,80, figurando entre as maiores altas do Ibovespa. Às 12h08, o apetite pelos papéis da companhia arrefeceram um pouco, mantendo os ganhos com alta de 14,60% a R$ 42,98.

No segundo trimestre do ano, a B2W teve prejuízo líquido de R$ 127,6 milhões, uma alta no resultado negativo de 15,6%, sendo que no mesmo período de 2018 as perdas foram de R$ 110,9 milhões. No acumulado do semestre, a companhia tem resultado negativo de R$ 266,8 milhões, 17,1% a mais do que um ano antes.

A empresa do setor digital conseguiu avançar na geração de caixa, que somou R$ 6,4 milhões. No ano passado, no mesmo período, houve um consumo de caixa de R$ 33,9 milhões. O avanço foi de R$ 40,3 milhões neste ano.

Ao final de junho, a B2W somou R$ 5,825 bilhões de caixa. O valor é o necessário para cobrir seis vezes o endividamento de curto prazo da empresa. O endividamento ficou em R$ 976,1 milhões

Entre abril e junho, a companhia teve receita líquida de vendas e serviços de R$ 1,843 bilhão, ficando praticamente estável (alta de 0,1%) em relação aos R$ 1,842 bilhão de um ano atrás. Nos seis primeiros meses, o resultado é de R$ 3,451 bilhões, queda de 5,5% na base anual.

O Ebitda ajustado da B2W foi de R$ 110,2 milhões, o que representa uma melhora de 16,2% na comparação com os R$ 94,8 milhões do segundo trimestre do ano passado. Comisso, margem variou de 6,4% para 7,5% em 12 meses.

Para o Bradesco BBI, a companhia teve resultados melhores do que o esperado para o trimestre, com GMV, receita e EBITDA superando as estimativas. Para os analistas, agora a expectativa é de que a empresa continue crescendo o GMV (+26% no segundo semestre), com o ponto negativo sendo que esse avanço está abaixo do que Mercado Livre e Magazine Luiza (SA:MGLU3) têm entregado.

A equipe do banco aponta que o mercado deve seguir mirando a geração de caixa da empresa, o que é uma boa notícia, dado que após esse resultado o guidance de R$ 200 milhões parece fazer sentido agora. O braço de investimentos do Bradesco (SA:BBDC4) tem recomendação Neutra com preço-alvo em R$ 43,00.

Mais Economia