IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Minério de ferro registra sexta queda consecutiva ao perder 3,7% em Dalian

09/08/2019 07h42

A jornada desta sexta-feira foi mais uma vez de perdas para os contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de mercadorias de Dalian, na China. O ativo com maior liquidez, com vencimento para o mês de janeiro do próximo calendário, recuou 3,77% para um total de 639,00 iuanes por tonelada, o que representa uma variação diária de 25 iuanes, na sexta queda consecutiva.

No mesmo sentido, os papéis futuros do vergalhão de aço tiveram também um novo dia de perdas na também chinesa bolsa de mercadorias da cidade de Xangai. O contrato mais líquido, com entrega em outubro deste ano, perdeu 123 iuanes para 3.591 iuanes por tonelada. Já o de janeiro de 2020, segundo mais negociado, cedeu 102 iuanes para 3.405 iuanes por cada tonelada.

Os preços ao produtor da China recuaram pela primeira vez em três anos em julho, provocando preocupações de deflação e aumentando a pressão sobre o governo para adotar mais estímulo em meio à intensificação da disputa comercial com os Estados Unidos.

Com a demanda desacelerando tanto interna quanto externamente, as indústrias chinesas estão tendo que cortar os preços para manter a fatia de mercado, reduzindo as margens de lucro e desencorajando novos investimentos.

Mais Economia