IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Alpargatas cai mais de 1% apesar de lucro avançar 73% no 2º trimestre

12/08/2019 12h27

Na parte da manhã desta segunda-feira na bolsa paulista, as ações da Alpargatas (SA:ALPA4) são negociadas com queda de 1,64% a R$ 22,82. A dona de marcas, como Havaianas, registrou no segundo trimestre do ano um lucro líquido consolidado de R$ 31,6 milhões, o que representa um avanço de 73% na comparação com os R$ 18,3 milhões de um ano antes. Assim, no ano, o resultado acumulado é de R$ 72,6 milhões, queda de 44,7% ante os R$ 131,2 milhões do primeiro semestre de 2018.

Entre abril e junho, a receita líquida da companhia foi de R$ 993,4 milhões, contra os R$ 890,6 milhões de um ano antes, um salto de 11,6%, puxado principalmente pelo mercado local e o segmento de sandálias internacional, visto que na Argentina a queda das vendas foi de 8,1%.

Com isso, o Ebitda recorrente da companhia foi de R$ 127,7 milhões, um crescimento de 39,4% quando comparado com os R$ 91,6 milhões do segundo trimestre do ano passado. Desta forma, a margem Ebitda recorrente foi de 9,5%, contra 8,1% um ano antes.

Para a Coinvalores, os números forma bons, dado destaque para a expansão global da marca Havaianas. No Brasil, as vendas de Havaianas e Osklen no conceito mesmas lojas e o e-commerce apresentaram avanço de 17% e 21%, respectivamente.

O EBITDA recorrente foi beneficiado não só pelo aumento da receita, mas também pela gestão de custos e despesas no período. Houve ainda um efeito não recorrente, que alavancou o lucro do período, referente a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins.

O Mirae Asset destaca que o resultado foi bom e ficou acima da expectativa. A corretora espera que uma melhora de resultado mais significativa e constante no mercado interno a partir do 4T19 e revisão de preço alvo para patamar superior ao longo do 2S19.

Mais Economia