IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Minério de ferro cai pela 7ª sessão seguida e perdem 1,08% na bolsa de Dalian

12/08/2019 07h43

A jornada desta segunda-feira na bolsa de mercadorias da cidade de Dalian, na China, foi marcada por nova desvalorização dos contratos futuros do minério de ferro, ampliando assim a sequência para sete quedas consecutivas. O contrato de maior volume de negócios, com vencimento em janeiro de 2020, recuou 1,08% para 638,50 iuanes por tonelada, o que representa uma variação diária de 7 iuanes.

Já para os papéis futuros do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai, a sessão foi de ganhos nos principais vencimentos. O contrato com maior liquidez, com entrega para outubro do atual calendário, somou 59 iuanes para 3.677 iuanes por cada tonelada. Já o segundo mais negociado, de janeiro de 2020, avançou 9 iuanes para 3.451 iuanes por tonelada.

Os índices acionários da China avançaram nesta segunda-feira em meio à demanda por ações de tecnologia. O índice de tecnologia da informação do CSI e o índice de serviços de telecomunicações, importantes parâmetros para o setor de tecnologia do país, saltaram 4,2% e 3,2%, respectivamente.

Os ganhos nas ações de tecnologia aconteceram depois que a Huawei Technologies apresentou na sexta-feira seu sistema operacional próprio, conforme as restrições comerciais dos EUA adotadas em maio ameaçam reduzir o acesso da empresa chinesa às tecnologias norte-americanas como o Android.

Economia