Topo

Após reverter prejuízo e lucrar R$ 185 mi, ações da Rumo sobem quase 2%

13/08/2019 11h23

As ações da Rumo Logística (SA:RAIL3) são negociadas com ganhos de 1,96% a R$ 22,91 às 12:23 na bolsa paulista. A empresa de infraestrutura integrada passou de prejuízo para lucro no segundo trimestre, período marcado por altos e baixos operacionais, com a linha financeira garantindo a melhora do balanço.

A companhia, que tem o grupo Cosan (SA:CSAN3) como principal acionista, anunciou nesta segunda-feira lucro líquido de R$ 185 milhões de abril a junho, após ter tido prejuízo de R$ 38 milhões em igual período de 2018.

Já o resultado operacional da Rumo (SA:RAIL3) foi bem mais fraco, atingindo R$ 924 milhões, alta de 1,9% ano a ano, pelo critério do Ebitda. A margem Ebitda caiu 1 ponto percentual, para 53,5%.

O volume transportado pela estrutura ferroviária foi de 14,4 bilhões de toneladas equivalentes (TKU), 7,1% maior. Por um lado, o movimento foi beneficiado pela antecipação da safra de milho. Por outro, o atraso nos embarques de soja causado pela queda no preço do produto no mercado internacional.

O que fez diferença no fim das contas foi o resultado financeiro, negativo em 259 milhões, montante 48,2% inferior ao de igual etapa de 2018. A empresa explicou que o custo de sua dívida bancária teve expressiva redução, refletindo pagamento menor de juros, além da redução da dívida bruta e do custo médio da dívida.

A Mirae Asset destaca que, embora o resultado tenha ficado em linha, e com retorno negativo do corredor Norte, a recomendação segue de compra, esperando aumento de volumes nos próximos trimestres, maior eficiência em custos e aumento de margens e de lucro, uma vez que esse setor será um dos beneficiados com a expectativa de retomada da economia interna.

Mais Economia