IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Banrisul contrata Itaú BBA JPMorgan para preparar follow-on, diz jornal

14/08/2019 11h29

O governo do Rio Grande do Sul decidiu pela venda do excedente de ações que possui do Banrisul (SA:BRSR6), na quantidade suficiente para manter o controle acionário da instituição financeira. Para isso, irá realizar uma oferta subsequente de ações e já contratou o JPMorgan e Itaú BBA para a estruturação da operação. As informações são da edição desta quarta-feira da Coluna do Broad, do jornal O Estado de S.Paulo.

Desde o início de 2019, as ações ordinárias do banco estatal gaúcho acumulam valorização de 14%, o que fica abaixo do avanço do Ibovespa no mesmo período. A coluna destaca que, apesar das intenções do governo, o follow-on não pode ser realizado devido à uma decisão da Justiça, que questiona o valor para a venda dos papéis.

Ainda de acordo com a publicação, o mercado vê a oferta com dúvidas, uma vez que ela não era realizada para a privatização do banco e o valor a ser arrecadado não é suficiente para aliciar a crise fiscal do estado, sendo um dos motivos para o governador Eduardo Leite (PSDB) desistir de privatizar a instituição.

A coluna revela que em conversa com o novo presidente do Banrisul (SA:BRSR6), Claudio Coutinho, foi revelado que os estudos para o follow-on ainda estão andamento, para avaliar o melhor momento e preço.

Economia