IPCA
-0.04 Set.2019
Topo

Moedas - Iene sobe apesar do adiamento da guerra comercial; euro estável

14/08/2019 09h56

O iene, considerado ativo porto seguro, subiu na quarta-feira, apesar da decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de adiar tarifas adicionais sobre algumas importações chinesas, uma vez que os investidores continuam céticos sobre as perspectivas de uma solução rápida para a disputa comercial.

O alívio temporário da guerra comercial alimentou o apetite ao risco na terça-feira, mas analistas alertam que o otimismo já está diminuindo sobre a resolução da guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo, que ameaça o crescimento econômico global.

A inquietação em Hong Kong, as preocupações com o Brexit e as tensões no Oriente Médio significam que a aversão ao risco pode se agravar rapidamente e prejudicar os mercados.

"Se pensarmos apenas nos Estados Unidos e na China, poderá haver mais espaço para ganhos em dólar e ienes, mas isso não significa que as fricções comerciais tenham sido resolvidas", disse Tohru Sasaki, diretor de pesquisa de mercado do Japão no JP Morgan Securities. Tóquio.

"Ainda há muitos riscos geopolíticos, como Hong Kong, Brexit e a situação iraniana. Não espero movimentos significativos (de risco)."

O dólar caía 0,28% para 106,42 ienes por volta das 5h00.

O dólar australiano também caía 0,6%, para 72,15 ienes, enquanto o dólar neo-zelandês caía 0,3%, para 68,71 ienes.

O dólar subiu 0,33% contra o iuan offshore.

Na terça-feira, Trump adiou sua data limite de 1° de setembro para imposição de tarifas de 10% sobre as importações chinesas remanescentes, prometendo não alterar as tarifas sobre celulares, laptops e outros bens de consumo, na esperança de diminuir o impacto nas vendas de final de ano nos EUA.

Ainda assim, as negociações comerciais entre os EUA e a China progridem aos trancos e barrancos, e muitos investidores e analistas reduziram as expectativas de uma resolução no curto prazo.

O índice dólar, que é formulado medindo a força da moeda norte-americana contra uma cesta de seis divisas ficou pouco alterado em 97,58 depois de saltar 0,4% na terça-feira.

O euro ficou um pouco mais alto em relação ao dólar em 1,1182.

A moeda única mostrou pouca reação aos dados que mostram que a economia alemã, a maior da zona do euro, registrou uma retração de 0,1% no segundo trimestre, em meio às consequências da guerra comercial.

A libra ficou pouco alterada contra o dólar em 1,2056.

- A Reuters contribuiu para esta matéria

Mais Economia