PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Marfrig cai com resultado abaixo do esperado, apesar da reversão de prejuízo

15/08/2019 10h38

A Marfrig (SA:MRFG3) reverteu no segundo trimestre prejuízo de quase R$ 600 milhões sofrido um ano antes, obtendo um terceiro lucro trimestral consecutivo apoiado em melhor desempenho operacional, apesar de interrupção de 10 dias em exportações do Brasil para a China no período. Mesmo assim, as ações da empresa são negociadas nesta quinta-feira com perdas de 0,64% a R$ 7,78. No início do pregão, as perdas chegaram a 2%.

A companhia, maior produtora de hambúrgueres do mundo, teve lucro líquido de R$ 86,5 milhões no segundo trimestre, ante média de previsões de analistas de R$ 134,8 milhões segundo dados da Refinitiv.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi de R$ 1,11 bilhão, alta de cerca de 13 por cento no comparativo anual. Analistas, em média, esperavam R$ 1,04 bilhão para esta linha.

"Os resultados acumulados no primeiro semestre de 2019 e a tendência positiva esperada para o próximo semestre nos fazem reiterar o guidance divulgado no primeiro trimestre", afirmou a Marfrig (SA:MRFG3) no balanço.

O BTG Pactual (SA:BPAC11) destaca a melhora nos números da companhia, que teve um importante avanço do Ebitida, mas que ainda ficou abaixo do que seus analistas esperavam. A geração de fluxo de caixa de R$ 408 milhões no segundo trimestre foi outro ponto positivo, embora a dívida líquida tenha aumentado em R$ 422 milhões, para R$ 10,1 bilhões, impulsionada pela aquisição de Iowa (US$ 150 milhões) e dividendos de US$ 74 milhões pagos a minoritários da NB.

Já para a Mirae Asset, o resultado foi forte e acima das expectativas, beneficiado pela melhora de preços e de volume nos mercados em que atua. A equipe destaca que os resultados das empresas do segmento de carnes estão vindo fortes e com margens acima do esperado. No momento, ainda é mantida a recomendação neutra para ação.