PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

StockBeat: Fabricantes de chips e bancos lideram recuperação modesta nesta sexta

16/08/2019 10h55

Por Geoffrey Smith
Os mercados acionários da Europa estavam nesta sexta-feira no caminho para um final feliz em uma semana volátil. A alta na Europa acompanhava as indicações positivas de Wall Street e da Ásia, impulsionados com anúncio de medidas de apoio fiscal da China, contribuindo para dar um pouco de firmeza para as ações.
Às 6h ET, a referência Stoxx 600 subia 1,1%, para 368,94, enquanto o alemão Dax e o francês CAC 40 subiam 1,0%. No entanto, todos eles ainda estão no curso de uma perda semanal.
O FTSE 100 subia mais modestos 0,6%, refletindo um aumento na esperança de que o parlamento seja capaz de suspender o Brexit sem acordo através de um voto de desconfiança ao governo de Boris Johnson, uma medida que poderia teoricamente ser seguido pela criação de um "governo de unidade nacional".
As ações das fabricantes de chips lideravam, após resultados trimestrais melhores do que o esperado divulgados nesta quinta-feira pela NVIDIA (NASDAQ:NVDA), que sustentou a esperança de que a queda na demanda por chips de alta performance possa estar acabando. A Infineon Technologies da Alemanha (DE:IFXGn) subia 2,2%, enquanto a STMicroelectronics (A:STM) subia 0,7% e a ASML holandesa (AS:ASML) subia 1,5%.
Os bancos também foram destaque entre os ganhadores após uma semana quente. Os maiores bancos da Espanha subiram entre 1% e 1,5%, enquanto o alemão Commerzbank e o Deutsche Bank subiram 3,3% e 1,5%, depois de ambos terem atingido nova mínima histórica nesta semana devido a temores de taxas de juros infinitamente baixas.
Os mercados obtiveram apoio nos comentários da comissão de planejamento estatal da China sobre um possível plano para apoiar as receitas domésticas no próximo ano, o que elevou as ações asiáticas mais cedo.
As perspectivas crescentes de estímulo fiscal em todo o mundo significam que há "ainda um potencial substancial para ações", disse Ulrich Stephan, estrategista do Deutsche Bank, em uma nota aos clientes.
Ele apontou os comentários do membro do conselho do Banco Central Europeu, Olli Rehn, na quinta-feira, enfatizando a necessidade de o BCE superar as expectativas do mercado ao entregar seu tão esperado pacote de medidas de flexibilização monetária em setembro.
Stephan também apontou para a crescente pressão dentro da Alemanha para o governo abandonar seu princípio de orçamentos equilibrados (conhecido como o "zero negro").
Tem havido rumores crescentes de pacotes de investimento do governo alemão para melhorar o desempenho ambiental do país ou sua infraestrutura, acompanhados por várias idéias sobre como e quando abolir uma sobretaxa dos tempos da reunificação sobre o imposto de renda. No entanto, nenhuma medida parece perto de ser concretizada e o governo está limitado por uma emenda constitucional que limita o déficit orçamentário estrutural a apenas 0,35% do produto interno bruto.